Browsing Category

Vendas

Dicas para organizar um feirão de veículos na revenda

Dicas para organizar um feirão de veículos na revenda

O feirão de veículos é uma excelente oportunidade para potencializar o alcance da revenda e fazer um bom networking, além de proporcionar um aumento nas vendas na data do evento.

Artigos que você pode gostar:

Mas organizar um bom feirão de veículos é um processo que merece dedicação e atenção a alguns detalhes. Antes de tudo, para garantir o sucesso do evento, é preciso planejar, organizar, divulgar, acompanhar e por fim, avaliar os resultados.

Para muitas pessoas, esse será o primeiro contato com a sua revenda de veículos. Portanto, é preciso que toda estrutura esteja impecável para o evento, desde a limpeza e organização da revenda em si, quanto à situação dos veículos que farão parte do feirão.

Portanto, crie uma lista de tarefas para que você não esqueça de nada, defina as prioridades, delegue responsabilidades e mãos à obra.

Primeiros passos para organizar o feirão de veículos

Conforme já mencionamos acima, o planejamento do feirão de veículos é uma parte essencial para a organização do evento. Ele pode ser feito utilizando ferramentas como o Trello ou o MindMeister

Essas ferramentas permitem a criação do escopo do evento e a listagem de todas as ações a serem executadas. Dessa forma, fica mais prático acompanhar o que já foi feito e o que ainda está em aberto. 

Um dos pontos a serem avaliados é a localização. Caso o feirão de veículos seja realizado no pátio da revenda, não é necessária nenhuma autorização especial. Desde que não invada algum espaço público como o passeio e a calçada, dificultando o trânsito das pessoas ou dos veículos ao redor do evento.

Como um evento desse tipo envolve transações de alto valor, também é necessário divulgar com antecedência, para que as pessoas possam planejar o seu investimento. Dessa forma, pessoas aguardarão pelo feirão para ter acesso a ofertas exclusivas. 

Mas atenção, não se esqueça que estamos em época de pandemia! É necessário estar atento aos decretos vigentes e sempre seguir os protocolos já bastante conhecidos para combater a propagação do vírus.

Qual a melhor época para fazer o feirão de veículos?

Não existe uma regra quanto às datas para a realização dos feirões. Muitas revendas acabam optando por realizar em dezembro, próximo ao Natal. Primeiramente, por causa dos pagamentos de 13º salário e férias de muitas pessoas. Também porque os ânimos estão aquecidos pelas festas de fim de ano e a busca por presentes está a todo vapor. 

Mas o feirão também pode acontecer mais vezes ao ano. Os meses de junho e julho também são muito utilizados para realização desses eventos. Principalmente, por ser a época com menos chuvas no Brasil e o calor ser mais ameno. Dessa forma, se os veículos estiverem expostos em uma área externa, o calor excessivo não irá atrapalhar. 

Escolha um final de semana para a realização do feirão, assim o público tem mais tempo para visitar o evento. Muitas vezes, a escolha dos veículos é feita com a aprovação de todos familiares (cônjuges e filhos) e o final de semana é ideal para que todos possam fazer a visitação e escolha juntos.

Seu time está preparado? 

Repasse todas informações à equipe que irá atuar no feirão. 

  • Quem deve estar presente no dia; 
  • Qual a instrução quanto à roupa do evento: uniforme, camisa social ou camiseta personalizada;
  • Quais são as ofertas;
  • Repasse com a equipe todas as informações gerais do evento.

Acima de tudo, é fundamental que todos estejam informados e preparados para o dia do feirão.

Prepare ofertas exclusivas

O diferencial do feirão de veículos devem ser as oportunidades. Então o preço do veículo à venda neste dia deve ser diferente do preço normal do dia-a-dia da loja. Da mesma forma que, ao finalizar o evento, o preço do veículo deve voltar ao valor anterior. Dessa forma, o evento não perderá credibilidade em uma segunda edição.

É preciso gerar ofertas de valor para o consumidor. Seja por meio de uma oferta especial, um financiamento diferenciado, por taxas imperdíveis ou brindes extras, por exemplo. Dessa forma, é mais possível que as pessoas retornem para uma segunda edição.

Divulgue seu evento

Quanto mais pessoas souberem do evento, melhor! Monte uma estratégia para informar seus clientes e as pessoas em geral sobre a realização do feirão. O sucesso está ligado ao investimento destinado à divulgação. Mas isso não quer dizer que você gastará muito para isso. Uma maneira legal é diversificar as mídias.

Veja algumas formas de divulgar o feirão da sua revenda de veículos.

E-mail marketing

Ter um cadastro atualizado de clientes é fundamental. Envie um e-mail marketing personalizado para antigos clientes ou para a lista de contatos. O envio de convites antecipados é uma forma de recompensar a fidelidade do cliente e mostrar-se presente no seu dia-a-dia.

Redes sociais

Utilize as redes sociais para divulgar seu evento. Você pode publicar as ofertas, criando anúncios personalizados para cada veículo ou divulgar apenas as oportunidades que possuem maior destaque.

Patrocine seu anúncio para atingir uma quantidade maior de pessoas e não se esqueça de responder as perguntas que forem feitas nas postagens.

Blog

A sua revenda tem um blog? Aproveite essa ferramenta e crie um material falando sobre o feirão. Escreva sobre o evento, sobre quantas oportunidades serão geradas ali. 

Há ainda a possibilidade de fazer parceria com outros blogs, dessa forma seu artigo será veiculado em outro site, atingindo uma gama maior de possíveis clientes.

Influenciadores

Você também pode fazer uma parceria com nanoinfluenciadores (de mil a 10 mil seguidores nas redes sociais) e microinfluenciadores (10 mil a 100 mil seguidores) para divulgar o evento, ou mesmo com algum veículo de comunicação regional. 

Alguns deles divulgam gratuitamente, enquanto outros fazem parcerias através de permutas ou mesmo através de pagamento. É uma ótima forma de alcançar um público maior com os mesmos interesses.

Rádio

Divulgar o feirão da sua revenda de veículos por uma chamada no rádio ainda é uma opção muito eficaz. O rádio é a companhia de muitas pessoas durante o expediente e, principalmente, no caminho para o trabalho ou para a casa.  

Deixe o sistema redondinho

O bom uso do sistema utilizado pela revenda é fundamental não somente no feirão, mas no dia-a-dia da revenda. Pois dessa forma, todas informações estão centralizadas em um único e confiável lugar. O Altimus faz toda essa função com excelência.

Compradores de veículos geralmente são exigentes, e solicitarão diversas informações como a procedência e o histórico do veículo, por exemplo. Tendo essas e outras informações atualizadas dentro do sistema, fica mais fácil quebrar as objeções e realizar a venda.

Crie ações para o dia do evento

Existem algumas ações que ajudam a trazer o público ou mantê-lo por mais tempo no feirão. Seguem algumas ideias que podem ser realizadas para tornar o evento mais dinâmico:

Estoura balão: Essa ação pode ser realizada com clientes que comprarem algum seminovo no dia. Prepare uma parede ou um arco de balões dentro da revenda. Dentro de cada balão, coloque um papel com um brinde que o cliente pode ganhar ao estourar o balão. Pode ser tanque cheio, IPVA pago pela revenda, transferência gratuita, espelhamento, 10 lavações completas e outros prêmios.

Postagem nas redes sociais: O cliente que estiver no feirão e fizer um story sobre o evento, deve marcar a revenda. Então basta mostrar esse story para um vendedor e na mesma hora ganhar um brinde. Esse brinde pode ser desde lixeirinha pro carro, “cheirinho” para o carro, chaveiro ou algum outro acessório. Dessa forma, o público ajudará a divulgar o seu feirão, chegando a um número ainda maior de pessoas.

Disponibilize atendimento online no dia do evento

Em época de pandemia essa é uma solução interessante que pode trazer um diferencial para o evento. Dessa forma será possível manter uma comunicação direta com o cliente que não pode estar presente no feirão. Seja através de chat ou mensagens instantâneas, utilize a tecnologia a seu favor no feirão de seminovos.

Aliás, não se esqueça delas: as redes sociais. No dia do evento, faça muitos stories. Você poderá realizar transmissões ao vivo e mostrar as ofertas para quem está acompanhando pela internet. Pode ser contratada uma equipe externa para fazer essas transmissões e responder a todas perguntas que forem feitas. Afinal, de nada adianta divulgar tanto se os questionamentos feitos não forem respondidos. 

Acabou o feirão, e agora?

Agora é hora de analisar e avaliar os resultados do evento. Anote todos os pontos de sucesso, bem como os pontos em que possa haver melhoria e registe caso algo deu errado. Isso tudo vai ajudar na organização da próxima edição do feirão.

Mostre o resultado do evento nas redes sociais. Mostrar números transparece confiança. Exemplo: 3 dias de feirão, 100 carros vendidos, inúmeros KMs a serem rodados juntos! Também é interessante enviar um e-mail marketing informando o resultado positivo do feirão e agradecendo a presença de todos.

O alcance gerado criará oportunidades de negócio, seja no feirão, no dia-a-dia ou num próximo evento de vendas. Um evento bem organizado e com ofertas realmente diferenciadas alimenta o marketing boca-a-boca podendo, além trazer vendas, criar defensores da marca.

Você já fez um feirão na sua revenda? Conte-nos como foi a experiência.

Facebook: @altimusoficial Instagram: @altimusoficial
Youtube: Altimus Linkedin: Altimus

Como motivar a equipe de vendas da sua revenda

Como motivar a equipe de vendas? Veja 8 dicas para alcançar resultados para a sua revenda de veículos

Quem tem uma revenda de veículos, sabe que é fundamental manter a sua equipe de vendas motivada. Mas como motivar a equipe de vendas e poder gerar resultados palpáveis?

Artigos que você pode gostar:

Primeiramente precisamos entender o significado dessa palavra e segundo o dicionário Aurélio, a palavra motivação significa ato ou efeito de motivar, de despertar o interesse por algo.

Mas também pode ser entendido como um motivo que leva o indivíduo à ação, o que nos leva a entender que é essencial focar em estratégias que despertem o ânimo de sua equipe em busca de resultados satisfatórios.

Por que é importante motivar a equipe de vendas da sua revenda de veículos?

Porque é um desafio para qualquer revenda de veículos lidar com uma equipe desmotivada e não faz bem para a saúde de seu negócio como um todo.

Além de criar um clima ruim no ambiente de trabalho, a produtividade pode baixar prejudicando os resultados.

Colaboradores desmotivados tendem a procrastinar suas obrigações ficando mais propícios a cometer erros e a falta de motivação pode afetar diretamente a autoestima profissional.

Listamos abaixo dicas de como motivar sua equipe de vendas e gerar grandes resultados.

8 dicas para motivar a sua equipe e alcançar resultados para a sua revenda de veículos

1- Recompense sua equipe de vendas

Uma equipe que recebe um salário justo com certeza atuará mais motivada, mas é preciso que a revenda de veículos gere oportunidades financeiramente atrativas.

A empresa pode criar campanhas motivacionais que mantenham o engajamento de sua equipe de vendas. Diversas revendas adotam estratégias como premiações, viagens, campanhas especiais, além de outras alternativas.

O importante é garantir a motivação da equipe na busca dos ganhos individuais e também para o seu negócio.

2- Atualize a equipe de sua revenda

Estamos atravessando uma revolução digital e métodos ultrapassados podem deixar sua equipe de vendas desmotivada.

É essencial que sua revenda ajude sua equipe de vendas oferecendo cursos que os ajude a atuar com alta performance. As atualizações são necessárias, principalmente no que diz respeito às constantes inovações no campo automotivo.

Existem muitas novidades e diversas novas ferramentas como campanhas online e estratégias de funil de vendas, por exemplo, portanto sua revenda precisa estar preparada para motivar a equipe e ajudá-la a enfrentar todas essas mudanças.

3- Ofereça treinamentos para a sua equipe de vendas

O desenvolvimento de sua equipe de vendas é importante, não somente do ponto de vista profissional, mas também emocional.

treinamento de motivação para equipe de vendas em sala com datashow

Oferecer treinamentos e palestras que promovam a capacitação de seus colaboradores, podem trazer resultados e benefícios relevantes para todos os envolvidos.

Promover aquisição de conhecimento e o desenvolvimento de habilidades pode ajudar sua equipe de vendas a ser mais confiante, além de se sentirem mais valorizados pela empresa.

4- Reuniões e Feedbacks com os seus colaboradores

Reuniões periódicas são importantes para que sua equipe de vendas saiba se estão indo bem ou se necessitam melhorar. Evite reuniões negativas e desmotivadoras.

Elogie o que é merecido e critique de forma construtiva onde é necessário fazer melhorias.

O feedback precisa ser feito da maneira correta. Promova o diálogo aberto e saiba ouvir a sua equipe levando em consideração a opinião de seus colaboradores, pois eles podem contribuir com soluções significativas para sua empresa.

5- Fazer uma boa gestão

Um bom gestor deve focar nas ações que levam aos resultados. Ao invés de cobrar vendas, por exemplo, procure saber quais ações estão sendo feitas para o fechamento do negócio.

É papel do gestor garantir a segurança e o bem estar de sua equipe de vendas, como também criar estratégias eficientes de trabalho e comunicá-las de forma clara, explicando o papel e a importância de cada um dentro do negócio.

A gestão deve ser inspiradora, baseada em exemplos, portanto criar um ambiente saudável de trabalho é fundamental para a construção de relacionamentos confiáveis e respeitosos.

6- Flexibilidade de horário

Cobrar cada passo ou cada ida ao banheiro, por exemplo, pode criar um ambiente de estresse e também desmotivador.

É preciso deixar a sua equipe de vendas confortável e livre para que possam organizar de forma individual as suas rotinas.

Obviamente que a equipe de vendas precisa de processos estruturados, mas permitir que cada vendedor organize sua agenda, pode ser mais estimulante na busca por resultados, que é o que importa no fim das contas.  

7- Estabeleça Metas Palpáveis para o seu negócio

A equipe de vendas precisa saber para qual direção a revenda está indo. Estabelecer metas e objetivos, pode ser crucial para apontar o caminho.

Mas é preciso estabelecer metas que possam ser atingidas. Quando estas são reais todos atuarão para dar o seu melhor.

Quando a equipe de vendas está bem direcionada, o desenvolvimento se torna mais fácil, comunique de forma regular sobre os resultados. As reuniões são excelentes para isso.

8- Comemore cada conquista

Cada resultado para a revenda de veículos é importante, principalmente quando as metas são alcançadas, então é preciso comemorar cada vitória.

Procure visualizar e reconhecer onde haja pequenos avanços, essa ação desenvolve um maior nível de confiança para sua equipe, possibilitando maiores condições para conquistas ainda maiores.

De vez em quando saia com a sua equipe para fora do ambiente de trabalho, isso proporciona uma maior interação profissional e também pessoal. Até mesmo uma mensagem de agradecimento pode ser bastante motivadora.

Por fim, vimos que saber como motivar uma equipe de vendas é essencial para melhorar os resultados da sua revenda de veículos, portanto nunca deixe a motivação do seu time cair.

Se tudo estiver em sintonia, todos trabalhando como equipe e entendendo que são parte fundamental da revenda, juntos ganharão com o sucesso das vendas. Se você gostou do artigo ou conhece outras maneiras de melhorar os resultados do time de vendas, compartilhe conosco nos comentários.

E se quiser nos acompanhar nas redes sociais acesse:

Facebook: @altimusoficial Instagram: @altimusoficial

Youtube: Altimus Youtube Linkedin: Altimus Company

homem preparando a loja para o natal

Como preparar as lojas para ações de fim de ano

É… 2020 está chegando ao fim. Mas acredite, agora é um dos melhores momentos para fazer a sua revenda aumentar o faturamento, antes de entrar em 2021.

Passada a Black Friday, estamos chegando nas vésperas de Natal e Ano Novo, um momento incrível que as pessoas gostam de presentear os seus amigos e familiares, além de se auto presentear, é claro. E eis que um carro dos sonhos pode ser o presente ideal, não é mesmo?!

Por isso, separamos algumas dicas bem legais para que você prepare a sua revenda de carros para que esse final de ano possa ser incrível.

Não faça mais do mesmo

Uma coisa importante para você se destacar no seu bairro ou na sua cidade, é justamente pensar em fazer uma ação diferente da concorrência.

Se tá todo mundo dando tanque cheio, fuja disso. Faça alguma ação que realmente surpreenda e seja decisiva para que os clientes optem pela sua revenda (além do carro em si, é claro).

Essa dica pode parecer óbvia, mas olhar a concorrência e entender as suas possibilidades é o primeiro passo para uma ação de sucesso. Acredite, muita gente não faz isso, somente “segue a manada”.

Planeje a sua ação de fim de ano

Como dito no ponto anterior, muitas pessoas só fazem mais do mesmo e seguem o que os concorrentes estão fazendo, mas você não irá fazer isso!

Sente o quanto antes, estude os concorrentes, a sua situação financeira e quais as possibilidades a sua revenda pode oferecer de diferencial para “presentear” o seu cliente. Feito isso, defina a data de início, data de término da ação e como você irá divulgar tudo isso. Afinal, do que adianta você pensar em algo extremamente diferente se ninguém vai ver?

Faça uma linda decoração para sua revenda

Uma das coisas que mais chama atenção das pessoas quando passam na frente da sua revenda é a sua fachada, por isso, aproveite essa época de festas e invista em uma decoração natalina para que as pessoas se sintam acolhidas, ainda mais quando falamos de um ano como foi esse 2020.

Acredite, uma decoração e comunicação visual personalizada vai aumentar o número de pessoas vindo até a sua revenda. Coloque alguns papais noéis em cima dos carros, laços de presente e óbvio, uma árvore bem bonita e enfeitada.

Algumas sugestões de ações para sua revenda

Existem diversas ações que você pode criar na sua revenda. Por isso, separamos algumas sugestões para sua revenda decolar nas vendas durante esse fim de ano. Confira:

  • Ofereça o licenciamento do veículo de maneira gratuita;
  • Ofereça o seguro do veículo no primeiro ano de maneira gratuita;
  • Ofereça tanque cheio do veículo de maneira gratuita;
  • Ofereça um parcelamento maior para a compra do veículo;
  • Ofereça um jantar para duas pessoas ou para a família de maneira gratuita;
  • Ofereça uma diária em um hotel bacana para duas pessoas ou a família de maneira gratuita;
  • Ofereça um voo panorâmico de helicóptero para duas pessoas de maneira gratuita;
  • Crie uma roleta onde as pessoas podem girar e ganhar alguns presentes;
  • Utilize um saco vermelho aveludado para simular o saco de presentes do Papai Noel, dentro dele você irá colocar vários papéis com presentes;
  • Coloque na sua árvore de Natal vários envelopes, onde as pessoas podem tirar um e ganhar algum presente;

Além dessas, utilize a sua criatividade, poder de investimento e rede de contatos para promover ações diferenciadas. Não faça mais do mesmo, lembre-se disso!

Utilize o marketing digital a seu favor

Como dito anteriormente, do que adianta fazer uma ação super legal, decorar toda a revenda, se você não focar também em divulgar tudo isso?

Utilize as redes sociais a seu favor. Faça constantemente stories no seu instagram, publicações nos perfis da sua revenda e até mesmo lives, se for preciso.

Você também pode utilizar o site da sua loja para se comunicar, através de banners ou até mesmo criando uma landing page específica sobre a sua ação, onde você vai poder capturar o contato de possíveis clientes e mostrar as suas ofertas especiais.

Só não esqueça que é muito importante que você invista algum dinheiro em anúncios nas redes sociais. Não tenha medo de investir. A velha frase “quem não é visto, não é lembrado” faz muito sentido quando falamos dos novos modelos de vendas que a internet nos possibilita.

Seja o influenciador da sua própria revenda

Você já ouviu falar de influenciadores digitais? Basicamente são pessoas que possuem uma boa audiência nas redes sociais e, consequentemente, podem te ajudar a vender ainda mais através dos seguidores deles.

Esses influenciadores acabam cobrando para realizar divulgações. Essa é uma excelente estratégia de publicidade, mas você também pode se tornar o influenciador da sua própria loja, basta começar a aparecer nas redes sem medo de ser feliz. As pessoas compram de pessoas, ainda mais quando falamos de bens de alto valor, como um veículo. O relacionamento é tudo. Não pense que ficar escondido atrás do balcão vai fazer você vender mais. Apareça!

casal comprando um carro usado

Carro usado: 10 dicas de como achar o ideal

Se tem uma coisa que brasileiro ama, essa coisa se chama carro. Mas muitas pessoas não podem ou não querem comprar um carro novo e, quando chega a hora de comprar um carro usado, ficam em dúvida do que deve observar para fazer um bom negócio.

E é para que você não fique com essa pulga atrás da orelha que listamos os principais pontos que você deve observar e onde é a melhor opção para que você compre um carro usado e não tenha nenhuma dor de cabeça.

01 – Conheça os carros que ninguém quer comprar

Nem todo modelo, marca e cor vende fácil. É importante entender se a revenda do veículo que você está querendo comprar será fácil ou não depois que você resolver trocar.

Os brasileiros preferem carros pretos e pratas. Cores mais extravagantes tendem a vender com mais dificuldade, já veículos brancos ou amarelos a desconfiança é que ele já foi utilizado por taxistas. 

Carros muito caros possuem uma depreciação mais alta. Isso vale para os importados também, pois alguns modelos possuem uma assistência técnica mais difícil no Brasil.

Observe também se o modelo que você deseja não saiu de linha, pois as peças podem ser mais difíceis de encontrar.

02 – Onde é recomendável comprar um carro usado?

Definitivamente os melhores locais para comprar um carro usado são concessionárias e revendas de veículos. Ambos locais costumam filtrar os melhores automóveis para revender, além de saberem se o veículo foi recuperado de algum sinistro ou se há algum problema na documentação.

Além disso, comprar em uma concessionária ou revenda de veículos pode lhe gerar algumas excelentes vantagens, como:

  • Flexibilização no pagamento: muitas possuem parcerias com bancos e outras instituições financeiras para ofertar um financiamento com ótimas taxas e prazos.
  • Comodidade e opções de escolha: algumas revendas e concessionárias aceitam o seu carro atual ou moto como entrada para o novo veículo.
  • Garantia: toda pessoa jurídica (empresa) deve oferecer obrigatoriamente um período de garantia de 90 dias, conforme consta no Código de Defesa do Consumidor.

03 – Faça um Test Drive

Fazer o test drive não te garante total segurança na compra, mas já é alguma coisa para começar. Algumas concessionárias e revendedoras aceitam que você faça um test drive mais longo, como ficar três dias com o carro. Só assim que você terá maior certeza de que ele está em perfeitas condições. Uma voltinha de 1 km ou 2 km não vai lhe mostrar todos os pontos negativos do veículo.

Se conseguir fazer esse teste de longa duração, aproveite e leve o carro para um mecânico de confiança para avaliar seu estado de conservação. Aproveite também e veja se o veículo cabe na vaga de garagem do seu prédio, afinal, muitas pessoas possuem vagas bem apertadas e pode ser um problema que você vai descobrir só depois de comprar e aí já é tarde demais.

04 – Verifique a quilometragem

É importante lembrar que um veículo roda, em média, 10 a 15 mil quilômetros por ano. Então, se você ver um carro com quilometragem muito baixa, desconfie. Infelizmente muitas empresas acabam adulterando o velocímetro.

Para sua segurança, leve um mecânico de confiança para fazer uma avaliação e ajudá-lo a escolher.

05 – Verifique se o veículo não sofreu colisões graves

Nenhuma recuperação ficará 100% perfeita. Faça uma vistoria para identificar os vestígios de uma possível colisão grave. Isso pode fazer com que o carro desvalorize o seu preço.

Diferenças na cor e a simetria no encaixe das partes do carro (portas, capô, faróis…) são alguns fatores que podem denunciar algum sinistro. Mais uma vez, leve um mecânico para avaliar e ter o parecer de um especialista.

06 – Verifique se o veículo não sofreu com enchentes

A forma mais simples de identificar um carro que ficou alagado é pelo cheiro. E nem aromatizadores podem resolver por completo.

Além disso, é possível achar barro e impurezas presas em lugares não tão visíveis. O estofamento dos bancos e do carpete pode falar muito também se o carro sofreu com alguma enchente ou se existe algum outro problema de vedação.

07 – Confira o desgaste das peças

Verifique as peças do carro para ver se está tudo em dia ou se terá alguma manutenção assim que comprar. Os pneus, por exemplo, se tiverem superfícies irregulares, pode ter algum problema no alinhamento ou suspensão.

Para verificar o estado dos amortecedores, coloque o peso do corpo para empurrar para baixo os para-lamas. Um carro com amortecedores em ótimo estado, o veículo vai balançar e voltar à sua posição normal. Agora, se não parar de balançar, os amortecedores precisam ser trocados imediatamente.

08 – Como saber se as revisões foram feitas na concessionária?

Quando você for adquirir um carro, dê preferência por modelos que possuem o manual do proprietário, é lá que estão os carimbos das revisões feitas em uma autorizada. Ou seja, é assim que você irá garantir mais segurança na sua compra e, posteriormente, uma melhor oportunidade de revenda.

09 – Como verificar a autenticidade do chassi e motor?

O Detran recomenda que o comprador entre em acordo com o vendedor para realizar uma vistoria. Esse processo é gratuito e atesta a autenticidade da legalidade do motor e do chassi do carro. O laudo emitido pela vistoria pode ser utilizado por até 30 dias após sua emissão no processo de transferência.

10 – Quais as burocracias após a compra?

Após comprar um veículo, é necessário comunicar a venda ao Detran do município. Essa transferência deve ser feita em até 30 dias. Fique atento que, caso o exista alguma dívida, é preciso quitar tudo para efetuar a transferência.

Ah! Nós fizemos uma publicação aqui em nosso blog sobre todos os passos da venda de um veículo.

vender meu carro

Quero vender meu carro. Como eu faço?

Chegou a hora de vender o seu carro usado? Fica tranquilo que iremos te ajudar a fazer tudo com muita segurança e tranquilidade. Esse processo não precisa ser desgastante e cansativo para ninguém!

Agora, é importante que você esteja familiarizado com o seu carro. Quilometragem, revisões, sinistros, tudo isso e mais um pouco é importante saber para que você possa vendê-lo sem ter prejuízos.

Além disso, conhecer o mercado de seminovos, saber qual o melhor momento para negociar e mais alguns outros detalhes são peças fundamentais para você sair ganhando.

Então, vamos aprender sobre como vender o seu carro para que você consiga colocar dinheiro no bolso o quanto antes?

Dicas importantes para vender o seu carro

Se você acha que vender um carro é simplesmente colocar ele em uma revenda ou anunciar em um portal, está enganado. O processo começa bem antes de colocar ele realmente à venda.

Por isso, separamos algumas dicas que vão te ajudar de uma vez por todas a tirar o melhor ganho com o seu veículo.

  1. Faça pequenos reparos

É de extrema importância que você cuide dos detalhes do seu carro. Acredite, na hora do comprador olhar o teu carro, ele vai procurar os defeitos e não as qualidades. Tudo o que você puder evitar que ele questione, melhor.

Remova os arranhões e imperfeições na pintura, faça a lavagem no motor, leve o carro para lavar internamente e externamente, faça um polimento, troque as calotas (caso o seu carro possua) e substitua os tapetes por novos. Mas vale aqui uma observação: faça os reparos em um local muito bom, você não quer que a solução vire um novo problema, certo?!

Esses pequenos ajustes podem fazer com que o seu futuro comprador só veja coisas boas e se encante ainda mais pelo seu veículo, o que vai facilitar e muito a venda.

  1. Pesquise a Tabela FIPE

Sim, pesquise a tabela FIPE. Muita gente pode achar isso meio óbvio, mas o valor do seu veículo não é dado conforme a sua vontade. Quer dizer, até pode ser, mas isso não garante que ele será vendido.

A tabela FIPE é utilizada como uma referência base pelos lojistas, revendas e vendedores na hora de determinar qual o preço do seu carro usado.

E a realidade é que, muitas pessoas vendem os seus veículos por valores de 10% até 20% abaixo da tabela. Não que a prática seja recomendada, mas é importante verificar o preço que as demais pessoas estão colocando nos veículos com as mesmas características que o seu.

  1. Analise o mercado

Engana-se quem acredita que se vende qualquer carro o tempo inteiro. Não são todos os carros que se vendem com facilidade. É importante entender se o seu carro possui demanda no momento.

Mas, se você possui carros sedans mais familiares, eles estão sendo procurados para o transporte do dia-a-dia da família com muita frequência, o que faz com que a venda seja mais rápida.

Além deles, carros que possuem boa economia de combustível também são ótimas pedidas sempre, principalmente se o preço da gasolina estiver mais elevado. O fator economia na gasolina é muito importante para diversos compradores.

  1. Crie ótimos anúncios

Se você for vender o seu carro em portais na internet, crie um anúncio incrível, que os possíveis compradores se encantem. É muito importante que você coloque fotos que valorizam o veículo e seja o mais completo possível na descrição.

Entenda que anúncios com poucas informações e fotos ruins geram pouco interesse e, consequentemente, a venda será mais demorada.

Como fazer boas fotos para vender o seu carro

Todo mundo diz que não se deve julgar o livro pela capa, mas que fique claro: se a capa é bonita, compramos mais fácil. Por isso, as fotos do seu veículo devem ser impecáveis.

Vale lembrar que algumas estatísticas dizem que o ideal é termos entre quatro a sete fotos no nosso anúncio. Escolha bem quais serão utilizadas!

Agora, se você preferir vender o seu carro através de uma revenda, normalmente eles já sabem exatamente quais as melhores maneiras de potencializar a venda através das fotos. Confie neles!

E é óbvio que listamos algumas coisas que você deve cuidar na hora de fotografar o seu antigo carro (sim, antigo. Depois dessas dicas é impossível que você não venda) para vender com mais agilidade e por um preço vantajoso:

  1. Melhore a aparência do seu carro

Já falamos em uma das primeiras dicas aqui da postagem. É necessário cuidar dos detalhes, levar o carro pra lavar, polir, passar um pretinho nas rodas, tudo o que for necessário para deixar o veículo com cara de novo. E esse cuidado deve ser tanto por fora quanto por dentro.

  1. Escolha o melhor cenário para a foto

Os vendedores possuem uma mania feia de tirar as fotos em qualquer lugar. Acredite, essa não é a melhor forma.

Pense em um local que não é escuro e nem que esteja sob sol forte para as fotos externas do veículo. Ambas as situações vão deixar suas fotos feias. Devemos sempre buscar então o equilíbrio, como por exemplo em uma garagem ou estacionamento em céu aberto (como de shoppings).

Já as fotos internas do veículo, recomendamos que você tenha uma luz um pouco mais forte para mostrar bem os detalhes do carro. Inclusive, muitas pessoas acabam comprando o carro pelo seu interior do que pelo exterior, então, capriche no cenário e iluminação!

  1. Os ângulos obrigatórios do veículo

É essencial que as fotos tenham o perfil dianteiro e traseiro, além da frente e da traseira do veículo, quando falamos da parte externa.

Já no interior, a foto deve pegar muito bem os bancos, painel e console. Uma dica para tirar uma foto legal do painel é apoiar a câmera ou celular no encosto do banco, assim você evita de tirar uma imagem tremida.

Outro local que muita gente esquece de tirar foto e os compradores adoram ver é o motor. Então já sabe, faça essa fotografia e crie um diferencial no seu anúncio!

E é claro, não podemos deixar de mencionar que uma foto também importante é a do porta-malas, ainda mais se o seu carro for sedan ou SUV e um grande diferencial seja justamente o armazenamento.

Documentos para a venda

Para que a transferência do veículo seja feita conforme mandam os órgãos competentes, é necessário que seja apresentada toda documentação dos envolvidos no negócio.

São diversos documentos que devem ser apresentados. Por isso, separamos todos os indispensáveis e como eles se dividem:

  1. Documentos do vendedor

Para que a transação seja legítima, é necessário que quem faz a venda prove que o veículo é seu. Isso evita fraudes e até mesmo a comercialização de veículos roubados, o que gera transtornos para quem está comprando.

Os principais documentos necessários por parte do vendedor são:

  • CPF e/ou RG da pessoa física.
  • Certidão de nascimento ou de casamento.
  • Certidão negativa de alienação de bens ou de tutela, que comprovam a permissão para realizar a etapa.
  • Certidão de Propriedade dos Veículos.
  • Certificado de Registro de Veículo (CRV) ou Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) antigo e com o nome do comprador.
  1. Documentos do comprador

Agora, quem compra precisa demonstrar interesse na transação, além de comprovação financeira que informe a conclusão da operação. Caso aconteça algum problema, é necessário também que os órgãos competentes consigam contatar o comprador, por isso, os documentos necessário são:

  • RG e CPF ou CNPJ, no caso de pessoas jurídicas.
  • contrato social ou Ato Constitutivo, no caso de pessoas jurídicas.
  • comprovante de endereço ou endereço comercial.
  • comprovante de pagamento após a conclusão da compra.
  1. Documentos do veículo

E é óbvio que o veículo não poderia ficar de fora. Os documentos veiculares trazem segurança e permitem a comunicação obrigatória da venda e da transferência de posse ao Detran. E aqui a divisão é feita em antes e depois da compra.

O que é exigido antes da compra:

  • CRV completamente preenchido e com firma reconhecida.
  • uma cópia do CRLV e o original.
  • comprovantes de quitação de valores de multa, licenciamento e IPVA.
  • contrato assinado por ambas as partes.
  • formulário do RENAVAM.
  • dois decalques do chassi do veículo.

O que é exigido depois da compra:

  • O vendedor precisa comunicar a venda ao Detran pelo CRV preenchido, de modo a se eximir de possíveis responsabilidades.
  • Já o comprador deve seguir para o órgão para realizar uma nova vistoria e receber o CRLV definitivo.

Alguns cuidados necessários

Muitas pessoas acabam sofrendo golpes nas vendas dos veículos quando desejam fazer por conta própria, então é bom reforçar que você só deve entregar o seu carro para o comprador depois que confirmar o dinheiro na sua conta bancária. O ideal é que a transferência do valor seja feito via TED, pois o dinheiro vai estar disponível depois de alguns minutos na sua conta.

A entrega do veículo é recomendada que seja feita em um local público, conforme combinado entre as partes.

Acompanhe toda a transferência da documentação, existem muitos espertinhos por aí! Então vá até o cartório com o comprador e não esqueça de comunicar o Detran da sua cidade que você realmente vendeu o veículo. Caso não faça isso, a pessoa pode mandar umas multas e dívidas para o seu nome e você não quer se deparar com essas surpresas, não é mesmo?!

E é claro, após a conclusão do negócio, não se esqueça de cancelar ou transferir o seu seguro auto, caso possua um (recomendamos muito que sim). A venda do automóvel não cancela o seguro automaticamente.

Quais as melhores formas para vender o meu veículo?

Existem algumas formas de vender o seu veículo, mas nós recomendamos duas, que normalmente são as mais eficientes:

  1. Vender por conta

Você pode optar por encarar o desafio e anunciar por conta o seu veículo através das redes sociais e portais especializados, como ICarros, MeuCarroNovo e WebMotors.

O ponto positivo aqui é que você terá uma lucratividade muito maior se fizer assim, mas o negativo é que será um processo bem burocrático e desgastante. Sem contar todo o risco, se for a primeira vez que você faz essa transação.

  1. Vender através de uma revenda

Com certeza na sua cidade tem uma revenda de veículos usados. E nós recomendamos fortemente que você prefira fazer negócio com eles. Afinal, eles são especializados nisso!

Os pontos positivos aqui é que você não irá correr riscos na transação, não terá nenhum trabalho para vender, sem contar em toda assessoria que as revendas podem te dar na precificação ideal, melhorias a serem feitas no veículo e tudo mais. Ou se der sorte, eles podem comprar o veículo diretamente de você para venderem e você já sai de lá com o dinheiro na conta.

Agora, é óbvio que tudo isso tem um preço e você dará uma porcentagem para a revenda, mas acredite: vale o investimento.

Live 03-06 - Capa notícia

Como fidelizar clientes na sua revenda de veículos?

Fidelizar clientes é um grande desafio em qualquer segmento e tamanho de empresa. Afinal, o mercado está repleto de produtos e serviços semelhantes. Então como consigo ter um diferencial e ser lembrado pelo meu cliente em um mercado tão competitivo? A fidelização é um processo trabalhoso, gradual e a longo prazo. Mas nós vamos te ajudar com algumas dicas valiosas para você sair na frente da concorrência e se destacar! Se liga nas dicas e prepare sua equipe de vendas pra voar!

Como sei se meu cliente está fidelizado?

Fidelizar o cliente é fazer com ele volte a fazer negócios com sua marca de forma contínua, que você seja a primeira opção de busca quando ele procurar fazer um novo negócio. Se você for essa primeira opção, meu caro leitor, se dê por satisfeito, pois tudo o que você fez no passado por ele foi bem feito! Clientes fiéis são tão valiosos quanto clientes novos, eles podem defender sua marca e gerar indicações preciosas para seu negócio.

Mas como consigo fidelizar meus clientes, afinal?

Tivemos uma conversa muito interessante com o Márcio Chegatti, proprietário da Márcio Veículos Multimarcas sobre esse assunto. Com 34 anos no mercado e cerca de 100 carros no estoque, o Márcio nos passou dicas essenciais para criar esse relacionamento. Se eu fosse você, corria para assistir aqui.

Além de oferecer um produto de qualidade, é necessário manter a equipe motivada e disposta. Vendedores satisfeitos e motivados conseguem transmitir mais fácil ao cliente a clareza na negociação. E em caso de problema com serviço ou produto, é essencial tratar o cliente com a mesma vontade de quando foi feita a venda. O cliente não compra só o veículo, ele compra também o atendimento, a segurança, a experiência.

Outra fator importante é realizar um pós-vendas de qualidade. Estar presente depois da venda mostra ao seu cliente que ele é especial e importante. Mande uma mensagem no WhatsApp, telefone ou mande e-mail, mostre que você se importa com ele. Assim, não tem como o cliente esquecer de você! Enviar mensagens ou até mimos em datas comemorativas podem ser outra vantagem em manter um cliente fidelizado.

Ufa, quanta informação! Agora o negócio é colocar a mão na massa!

Au Revoir! Obrigado por nos acompanhar. Nos vemos no próximo post!

Blog 31 de janeiro foto

Qual a importância de criar um site para a sua loja de veículos?

Criar um site é essencial para que a sua loja ganhe mais visibilidade na internet e conquiste, por consequência, um número maior de clientes. Ele funciona como uma vitrine para o seu negócio, reunindo todas as informações importantes para o seu público-alvo. Além de aumentar a visibilidade da marca, ele também facilita o atendimento ao cliente. Afinal, quando ele entra em contato com a loja já está mais certo do que quer ou até mesmo esclareceu suas principais dúvidas no próprio site. Ainda existe uma infinidade de vantagens em criar um site, principalmente se contar com um trabalho conjunto de marketing digital.

Criar um site para a sua loja gera credibilidade
A internet já é indiscutivelmente parte do cotidiano das pessoas. Além do desktop, o ambiente virtual está nas mãos dos potenciais consumidores por meio dos smartphones, cada vez mais evoluídos. Assim, essas pessoas procuram por empresas, serviços, produtos, dúvidas, experiências, lojas, ou seja, procuram por tudo na internet e estão acostumadas a resolverem seus problemas por lá. Uma loja que ainda não tem uma presença digital perde espaço para os concorrentes que têm. As pessoas enxergam essa loja como ultrapassada e pouco acessível (já que não oferece uma maneira de se comunicar com ela), o que pode prejudicar sua credibilidade.

Maior visibilidade da sua loja
Com um site, é possível marcar presença online e desenvolver um trabalho de marketing digital que possibilita alcançar resultados bastante expressivos, atraindo potenciais clientes, construindo relacionamentos, proporcionando experiências positivas e gerando mais conversões. Além disso, o site rompe as barreiras da localização geográfica. Dependendo do seu tipo de produto ou serviço, sua atuação não ficará mais restrita aos clientes que estão próximos à sua loja; em vez disso, será possível lidar com clientes de qualquer lugar do país e do mundo.

Possibilidade de novos clientes
Com um site e uma boa estratégia de marketing digital, é possível atrair novos clientes. Dentro do marketing digital, há uma variedade muito grande de estratégias, técnicas e ações, e é possível contar com a ajuda de profissionais ou agências especializadas para identificar as melhores para sua loja. Um bom plano de marketing digital, adequado aos objetivos da sua loja e ao público que pretende alcançar, resultam em possibilidades infinitas de atração de novos clientes.

Interação com mídias sociais
Se o seu público é fã de mídias sociais, então você também precisa estar presente nesse universo, e um site pode te ajudar a potencializar seus resultados nesses canais (e vice-versa). O seu site pode ter links que direcionem o visitante para seus perfis nas mídias, por exemplo, e artigos do blog podem possibilitar compartilhamentos, comentários e curtidas nas redes sociais. Da mesma forma, através das redes sociais você pode gerar tráfego para conteúdos publicados no seu site.

Possibilidade de aumentar as conversões
Pelo site, a loja consegue promover seus produtos e serviços de forma visual, dinâmica e atrativa, proporcionando uma experiência positiva aos visitantes. Além disso, pode lançar mão de ações que estimulam um relacionamento mais próximo entre loja e visitantes (como criação de landing pages e pop-ups), levando-os à decisão final de compra ou ao fechamento de um contrato. É possível investir também em uma ferramenta de orçamento online ou em uma loja virtual, elevando ainda mais as vendas.

Ser encontrado por usuários do Google
Como já foi citado, as pessoas estão procurando por tudo na internet — e, se não encontrarem sua loja, certamente encontrarão seu concorrente. O Google é o maior mecanismo de busca que existe na internet e é a ele que a maior parte das pessoas recorre quando tem alguma dúvida ou precisa solucionar alguma necessidade. Por isso, a criação do site da sua loja deve ser feita de acordo com as técnicas de SEO (Search Engine Optimization), que possibilitam que os robôs do Google o vejam como de qualidade e relevante para a experiência dos usuários. Fatores como um servidor rápido e de qualidade, conteúdo bem estruturado e aplicação correta de tags possibilitam que seu site esteja melhor posicionado nas páginas do Google.

Facilidade nas respostas padrão
Sua loja provavelmente tem uma lista de questionamentos que são quase “padrão” e de dúvidas comuns à maioria das pessoas. Com um site, você pode criar uma página específica e exclusiva sobre perguntas frequentes. Essa facilidade do visitante encontrar informações gera uma sensação positiva em relação à empresa, pois ela facilita sua busca por informações, e ainda ajuda a superar possíveis obstáculos que poderiam atrapalhar a venda. Além disso ainda reduz a quantidade de contatos com a sua equipe, deixando-os mais livres para realizar outras tarefas mais importantes no atendimento aos clientes.

Avaliação dos seus clientes
É interessante que você tenha espaço em seu site para o feedback dos clientes. Esta transparência mostra que a loja está aberta a ouvir e interessada em melhorar seus produtos e processos. Além disso, muitas pessoas gostam de saber o que os outros estão falando sobre a experiência que tiveram. Avalie a possibilidade de criar no seu site um espaço para avaliações, testemunhos, depoimentos, sugestões, críticas e reclamações…

Criar um site para a sua loja não é mais um luxo ou um capricho, mas sim um investimento necessário para se destacar.
Se você precisa de um site para a sua loja de veículos faça um orçamento conosco.
A Altimus é especialista no assunto!

Blog 10 de janeiro foto

Já tem um plano de vendas pronto para o novo ano?

Tem muita gente por aí reclamando, dizendo que a economia está parada e que as vendas caíram. Reclamar, com certeza, não vai alterar esta situação! O ano apenas começou! Você tem tudo para arregaçar as mangas e descobrir como fazer de 2020 um ano melhor para sua loja. Que tal começar 2020 já com um plano de vendas pronto? Além de um bom planejamento de vendas pronto no início do ano, existem muitas outras tarefas importantes para gerenciar uma equipe de vendas. Hoje confira nossas dicas para esta área!Deixe seu plano de vendas pronto para 2020.
Podemos dizer que você deve dividir seu planejamento de vendas em 3 etapas:
*Como foi seu ano de 2019
*Quais as perspectivas para 2020
*Trace objetivos e metas

1- Analisando 2019
Para começar, você deve comparar como foram as coisas no decorrer do ano que passou, e como estão agora quele está no começo de outro. O objetivo desta coleta de dados é preparar o terreno para que você tire conclusões sobre o que deu certo e o que pode melhorar.
Analise dados como estes:
Quanto foi faturado nos anos de 2018 e de 2019? Divida isso em linhas de cada veículos, produto ou serviço, para ter dados mais ricos. Quanto foi vendido (em unidades) de cada serviço ou veículo, nos dois anos separadamente?
Qual foi o veículo ou serviço que mais faturou em cada um dos anos?
Qual o veículo ou serviço que vendeu mais unidades em 2018 e 2019? Analise as margens de cada veículo ou serviço: quanto sobra para a loja depois de faturados? Com esses dados é possível fazer um planejamento mais claro e objetivo.
Como você viu, essas perguntas são bastante abertas elas podem fazer muito sentido ao seu planejamento de desempenho.
Cabe a você identificar quais dados devem ser analisados e deixar uma planilha de vendas pronta, com tudo resumido.
Mas existem mais informações importantes:
Qual o tamanho de sua equipe de vendas em 2018 e em 2019?
Quais vendedores vendem mais?
Quais atingiram suas metas ou as superaram?
Quais vendedores vendem mais certos tipos de veículos ou serviços?
Agora está na hora de olhar os clientes.
Quantos clientes atingiram no final de 2018 e de 2019?
Quantos clientes foram “perdidos”, isto é, não compraram em 2019?
Quantos clientes novos foram conquistados?
Destes clientes, quais propiciam mais receitas para a loja?
Quais resultam em um lucro maior? (Aqui também é possível separar os que são os melhores clientes!)
Qual o perfil de meus clientes ideais?
Estude essas características , definir melhor esse perfil de cliente pode ajudar bastante na elaboração de seu plano estratégico de vendas para 2020!
Percebeu que agora você já tem bem mais claro em sua mente:
Quais os veículos ou serviços podem trazer melhores resultados.
Que clientes antigos tentará reconquistar, quais manterá a todo custo e qual o perfil de clientes novos a serem conquistados.
Como aproveitar sua equipe de vendas nessa missão.
Todo este trabalho pode ser muito facilitado com a adoção das ferramentas certas.
2- Como vai ser 2020?
Agora você precisa entender quais as perspectivas para o ano que vem. Comece dando uma olhada nos dados de previsão de crescimento da economia. Depois, em seu setor de atuação. Pesquise em sites de sindicatos e associações da classes. Veja também outros dados importantes que podem afetar diretamente sua loja.

3- Traçando metas e objetivos para 2020
Falta pouco para ter seu plano de vendas pronto.
É preciso decidir aonde quer chegar com esse planejamento estratégico de vendas de 2020. Defina um percentual de crescimento de suas vendas para 2020, baseado nas perspectivas que detectou para esse ano.
Depois, baseado nos dados analisados sobre veículos, clientes e equipes, defina quais produtos devem ser oferecidos para quais clientes (ou perfis de clientes) e quais vendedores estarão a cargo dessas tarefas.
A seguir, veja se você precisará de materiais de apoio para sua equipe: Folders, e-mail marketing, treinamentos, software de gestão para sua loja.

Lembre-se: existem elementos básicos que não podem faltar ao definir objetivos: uma meta quantificável, um número a atingir, e o prazo para isso acontecer.
Faça um cronograma das ações anuais. Quando cada uma vai começar, quem serão os responsáveis, objetivos e etapas parciais.
Muitas lojas dividem o ano em campanhas ou operações comercias. Isso pode ser trimestral, bimestral ou até mensal. E ajudará muito a focar objetivos, principalmente se as vendas forem sazonais.
Como você viu, ter um plano de vendas pronto para 2020 pode ser trabalhoso, mas é muito importante. Caso você tenha esses dados à mão, tudo organizado, será bem mais fácil!
Comece a trabalhar em seu planejamento de vendas hoje mesmo e comece o ano de 2020 com o pé direito.
Nos conta aqui nos comentários o que mais podemos incluir nesse planejamento…
E até a próxima.
Blog 28

O sucesso nas vendas depende de bom atendimento.

Criar fidelidade é essencial. Conheça os aspectos que podem ser decisivos para garantir um atendimento eficiente e a satisfação do cliente no momento da compra.

Em um mundo globalizado, marcado pela forte concorrência e o livre mercado, as empresas recorrem à criatividade como forma de atrair a preferência dos clientes. Para aquelas que atuam no varejo, um dos aspectos mais importantes é o atendimento.

Quando um cliente sai de casa disposto a comprar algo, ele espera receber o melhor pelo dinheiro que irá gastar. O atendimento, neste caso, pode ser decisivo.

Conheça alguns itens que podem influenciar :
Ambiente– O local precisa ser agradável, composto por uma decoração leve, iluminação e climatização adequadas.
Disposição do consultor– Assim que o cliente entre na loja, os consultores devem esboçar um sorriso, demonstrar cortesia e se colocar à disposição para auxiliá-lo na compra.
Conhecimento– Os consultores precisam dominar as informações sobre os produtos colocados à venda. Sempre que possível, os consultores devem questionar os clientes sobre suas preferências sobre determinado veículo.
Saber ouvir– O a consultor deve ouvir as necessidades e as opiniões dos clientes sobre o que está sendo ofertado.
Condições de pagamento– As opções de pagamento oferecidas podem cativar o cliente. Este é o momento adequado para informar o cliente sobre a política de promoções da loja.
Despedida– Independente do valor deixado no ponto de venda, após efetuar o pagamento, o consultor deve conduzir o cliente até a saída e agradecer a sua visita. Com o bom atendimento há grande chance de o consumidor indicar a loja para parentes, amigos e conhecidos.

Surpreenda o cliente:
Para conquistar o cliente é preciso ultrapassar as suas expectativas.

Confira as dicas para surpreender os clientes:
Tenha um serviço nota 10– Não prometa o que não pode cumprir, pois o objetivo deve ser sempre ultrapassar as expectativas dos clientes.
Conheça o atendimento e os serviços prestados pelos concorrentes– Pois se deve, no mínimo, superá-los.
Crie o Serviço de Atendimento ao Consumidor– (SAC) e preocupe-se com o Código de Defesa do Consumidor.
Divida os espaços de loja– De acordo com os tipos de veículos e o perfil dos clientes.
Simplifique o sistema de concessão de crédito– Os serviços de consulta a cheques, juntamente com a checagem de referências comerciais, muitas vezes bastam.
Dê atenção à identidade visual– (pinturas, letreiros, placas, pisos, balcões, uniformes e outros detalhes que levam o público a formar a imagem de sua loja).
Analise a possibilidade de firmar convênios de vendas com grandes empresas e instituições– O consumidor gosta de liberdade de escolha, opções e autonomia de ações.

Conquiste novos clientes:
Todos sabem o quanto é importante manter os clientes, mas também devem ser estabelecidas metas de conquista de novos.

Para que esse objetivo seja alcançado com sucesso, essas metas devem ser claras e objetivas: quantos novos clientes deverão ser conquistados e, em uma definição com a equipe de vendas, quais ferramentas poderão ser usadas para isso.

Além disso, é importante também:
Avaliar a forma como você e seus colegas falam com os clientes.
Por meio de características específicas da loja, é possível definir um número mínimo possível de novos contatos que cada profissional pode fazer num determinado período (entrar em contato com 20 novos clientes a cada semana, por exemplo).A loja tem que deixar claro as abordagens todos os consultores podem e devem usar, é importante que os consultores tenham a mesma linguagem, afinal representam a mesma loja, nada de concorrência entre sim. Se capacitar cada vez, em um mundo de era digital, quem é visto é lembrado, portanto invista em se qualificar e sua equipe também.


E você acredita que faz um bom atendimento? Compartilhe com a gente nos comentários.
Até a próxima.

trabalhar em indeciso

Dicas para convencer o cliente indeciso.

1. Respeite o processo da venda

Para uma venda bem-sucedida, é preciso respeitar as 7 etapas do processo de vendas:

  • Planejamento e preparação.
  • Abordagem que é a criação do diálogo de vendas.
  • Levantamento de informações para conhecer as necessidades do cliente.
  • Apresentação de valor (características x benefícios).
  • Objeção e negociação.
  • Fechamento.
  • Pós-venda.

Respeitar a ordem do processo de venda já é uma excelente maneira de convencer o cliente indeciso. Se o vendedor fez a abordagem correta, identificou o que o cliente precisa e mostrou as características do produto fazendo a relação entre custo x beneficio, dificilmente haverá objeções sobre o produto ou serviço.


2. Ouça o que seu cliente tem a dizer

O vendedor precisa saber falar menos e ouvir mais. É ouvindo que as oportunidades aparecem. Aprenda com esse exemplo: João deseja trocar seu automóvel e foi a uma revenda de seminovos para pesquisar mais sobre o carro que quer comprar. O vendedor o aborda e João conta que gostaria de um carro esportivo, mas está em dúvida quanto à escolha.

Enquanto eles conversam, João comenta que tem dois filhos e que sua esposa planeja ter mais um no ano que vem. O vendedor, sem prestar atenção aos detalhes, continuou mostrando ao João os carros esportivos que ele tanto deseja comprar. Após uma hora de demonstração, João pede um cartão ao vendedor e nunca mais volta à loja. Poucos dias depois, o vendedor vê João com a sua nova minivan.

Entendeu o que ocorreu aqui?

Para comportar a família que vai crescer, João abriu mão do sonhado carro esportivo por um maior e mais prático, adequado ao seu contexto e aos seus planos para o futuro.

Se o vendedor tivesse prestado mais atenção no momento da abordagem e levantamento de informações sobre o perfil do comprador, poderia ter sugerido um veículo semelhante para Mateus e fechado a venda.

3. Nunca discuta com um cliente indeciso

O processo de venda para um cliente indeciso pode ser bastante cansativo. Mas, para que você não fique irritado com essa demora no fechamento do negócio, coloque-se no lugar do seu cliente, afinal, a compra de um carro envolve um alto investimento e muita pesquisa prévia.

Diga a ele que compreende (não que concorda) a situação e questione se existe algum outro fator que impede a compra naquele momento. Assim, você descobrirá quais são as “desculpas” que ele tem e pode trabalhar em cima do que realmente o impede de fechar negócio.

Caso a abordagem não seja feita dessa maneira, você acabará cedendo a pedidos que não cabem ao contexto da venda. Muitos clientes utilizam esse momento de indecisão para fazer inúmeras exigências e descontos até mesmo maiores do que você pode oferecer. Percebendo a sua disponibilidade em acatar esses pedidos, a tendência é que esse tipo de cliente te aperte ainda mais.

Então se lembre: nunca discuta com seu cliente, mas se mantenha firme em sua argumentação.

4. Fale um pouco mais sobre a loja

Ao encaminhar o cliente até os carros que ele deseja conhecer, comece a conversa falando sobre a história da loja. Mostre credibilidade na sua loja de carros e comente sobre os anos de trabalho e trajetória de atuação que possuem até agora. Relate curiosidades e dificuldades que foram superadas para que os clientes conseguissem atingir seus objetivos e como a empresa ajudou nisso. Demonstre firmeza e segurança ao contar qualquer história.

Caso você seja um novo vendedor da revenda de automóveis, converse com seus diretores para saber mais a fundo a história da empresa. Construam juntos uma forma ideal de contar a biografia e repasse para que toda a equipe esteja preparada para comunicar o mesmo discurso. Pode parecer um pequeno detalhe, mas pode fazer toda a diferença para convencer o cliente indeciso.

5. Entenda suas expectativas

Em muitos casos, o vendedor não consegue entender as reais preocupações do cliente, que acaba indo embora sem fechar o negócio. Não tenha medo de fazer perguntas e questionar as expectativas do cliente. Só assim saberá qual o melhor produto para oferecer. Caso o carro apresentado atenda todas as expectativas, é hora de falar em valores. Não deixe que o “vou pensar” acabe com sua venda. Um bom atendimento entendendo as necessidades do cliente é primordial para o fechamento de contrato.

6. Dê facilidades de pagamento

Muitas vezes o cliente não gosta de assumir que o grande problema de sua indecisão é o preço do veículo. Independente do valor, ofereça facilidades de pagamento que caibam no bolso dos compradores ou já tenha uma margem de desconto em mãos para aplicar na negociação. Este pode acabar sendo um grande diferencial entre você e outras lojas de carros que possuem os mesmos modelos de automóveis à venda. É possível chegar a um acordo juntos? Estabelecer uma negociação é essencial para que o cliente indeciso decida fechar com você. Questioná-lo sobre uma possível negociação faz com que o cliente veja que pode decidir junto a loja de carros o que é melhor para as duas partes, sem o sentimento egoísta da necessidade da venda apenas de um lado. Normalmente praticado no momento em que é abordado o valor do veículo, a negociação faz com que o cliente fique mais à vontade e tenha ainda mais confiança na empresa com este tipo de abordagem.

7. Entenda o final da negociação

Insistir na venda é um erro grave.É importante saber quando a negociação chegou ao fim e, se após todas as tentativas o cliente não fechar, descontinuá-la. Pode não ser tarefa fácil, mas entender o tom de voz, gestos e posicionamento do cliente são fatores que irão demonstrar isso. E mesmo neste momento é preciso manter a educação, hospitalidade e se manter aberto caso o cliente venha a mudar de ideia futuramente.

Embora você possa ter o melhor produto, é possível que seu comprador indeciso chegue em sua loja de carros cheio de medos e dúvidas que irão impedi-lo de efetuar a compra neste momento. O diálogo, a paciência e as perguntas certas são seus grandes aliados para passar a confiança necessária para fechar negócios.

E lembre-se: se o cliente indeciso não fechar agora, o bom atendimento vai fazer com que ele volte preparado para fazer negócios com você outro dia.

E você, o que acha que pode ajudar?
Compartilhe com a gente nos comentários.

Até a próxima.