Browsing Category

Notícias

2020-07-09 - Capa notícia

Renave: Conheça mais sobre o projeto que vem para facilitar o processo de transferência de veículos.

Quem aí gosta daquele processo longo, caro e burocrático de transferência de veículos? Alguém?  Pois esse processo está com os dias contados.

Você já ouviu falar em Renave?

O Renave – Registro Nacional de Veículos em Estoque, é um projeto piloto e Santa Catarina está sendo um dos estados pioneiros na sua implantação. Consiste em um banco de dados atualizado com o propósito de facilitar o processo de transferência, com informações de todos os veículos usados para venda tanto de concessionárias quanto de revendedores independentes.

O Renave foi idealizado pela Fenauto (Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores). É fruto da parceria entre o Ministério da Infraestrutura/Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). Possui o objetivo de aumentar a segurança, gerar mais economia e reduzir a burocracia e a informalidade nos processos de compra e venda de veículos. O projeto beneficia tanto o empreendedor quanto o consumidor, uma vez que proporciona impacto positivo para todo setor.

Facilitar, desburocratizar e baratear. Tudo integrado, rápido e simples!
Mas, como isso vai funcionar?

A principal funcionalidade do Renave, até onde ouvimos falar, será a implementação da facilitação da transferência dos veículos quando estes forem comprados pela loja. Desta forma o atual dono do veículo preencherá o CRV (Certificado de Registro do Veículo) (antigo DUT) e o entregará para a loja. A loja, por sua vez, emitirá uma nota fiscal eletrônica para dar entrada ao veículo. Com isso, o Renave do veículo ficará disponível e o mesmo passará a ser de propriedade da loja, não havendo necessidade de comunicar de forma manual ao Detran sobre essa transferência.

Para o repasse de veículos entre lojas também será utilizando o sistema Renave, a nota fiscal é emitida na loja que está recebendo o veículo. Dessa forma, o veículo passa a fazer parte do estoque da loja nova, desaparecendo do registro do sistema da loja anterior. A um passo atrás, ainda está a possibilidade de quando a loja vender o veículo, a transferência para o novo proprietário também ser realizada via Renave. Há quem diga que essa opção é algo que ainda vai demorar para ser definido, até porque irá mexer muito com o envolvimento dos Despachantes.

Mas se isso for adiante, será através de uma plataforma digital que se comunica diretamente com o Denatran, enviando as informações com a finalidade de validar o processo. É emitido um CRV que pode ser assinado digitalmente, juntamente com a nota fiscal. Desse modo, o processo dispensa a necessidade de um despachante e burocrática ida ao Detran.

Mais prático e mais barato?

Essa digitalização do processo, além de ser mais transparente, também será muito mais rápida, eliminando a necessidade de reconhecer firma em cartório. Pois o comprador sai da loja com o veículo já transferido para o seu nome, sem custos e incomodações extras como as taxas referentes à procuração e outros documentos.

Sim! Logicamente o processo também será mais barato e mais seguro para o dono do veículo que está sendo vendido, pois evita a cobrança de multas e infrações indevidas e a perda de prazo para atualização dos dados. O processo pode chegar a custar 75% a menos do custo atual.

Outro problema que esse sistema irá solucionar é a informalidade. Segundo dados da Fenabrave/SC, em Santa Catarina aproximadamente 86% das transações não são registradas formalmente por não ter até então um sistema integrado de cadastro e controle. Certamente a formalização dos procedimentos através do Renave virá a solucionar essa questão, bem como a sonegação de impostos, uma vez que a nota fiscal eletrônica é gerada imediatamente.

Bom para todo mundo!

Portanto o sistema Renave proporcionará benefícios a todos, permitindo a comercialização de veículos diretamente com lojistas ou concessionárias com a certeza de que a transferência foi prontamente realizada, a nota fiscal foi emitida, as informações foram repassadas ao Detran/Denatran. Para os lojistas e concessionárias o sistema fornecerá a garantia da ausência de pendências, a redução dos custos, a agilidade na transferência de propriedade junto ao Detran e a praticidade da inclusão do veículo no estoque.

Blog2

Como será a retomada das vendas de veículos após o COVID-19?

Após o início do isolamento instaurado no Brasil, por volta do dia 15 de Março, 30 dias já se passaram, e na maioria dos estados brasileiros as revendas de veículos já estão abertas. O coronavírus certamente trouxe desafios nunca antes vivenciados pelos gestores, mas o que esperar dessa retomada? Será lenta ou rápida? Durante esses 30 dias a Altimus conversou com dezenas de gestores de revendas de veículos, além de vários profissionais e autoridades de áreas relacionadas ao segmento, e nesta postagem iremos compilar um pouco do que estamos ouvindo.

Caso você queria ler também a postagem que fizemos 30 dias atrás, quando todo esse episódio começava, você pode conferir em 5 dicas para minimizar o impacto do coronavírus na sua revenda de veículos

Como será o futuro das vendas online?
O que vimos nos vários contatos que fizemos é que a grande maioria das revendas, para não dizer todas, fizeram uma movimentação muito grande no sentido de colocar os vendedores para trabalhar 100% online. Vimos muitas lojas dobrarem ou até triplicarem as suas vendas online, uma vez que não era mais possível atender os clientes presencialmente. O que fica de aprendizado nesse sentido é que sim, dá para vender mais pela internet! Os números de alguns sites de classificados de veículos, inclusive apontam para um maior tráfego pela internet durante a quarentena. Vimos muitos vendedores que tinham certa aversão por termos como leads, prospecção, se obrigarem a entrar nesse meio digital, e é claro que aqueles que não quiserem fazer isso certamente ficarão para trás. É certo que NÃO teremos mais um mercado como antes, não existe mais “quando tudo voltar ao normal”, nada mais voltará a ser como era antes uma vez que as pessoas se abraçaram no online. Vemos inclusive empresas de outros segmento adotando o home office como uma realidade, e instituições gigantes como bancos fazendo reuniões pela internet que antes nem era cogitada tal possibilidade.
Todo gestor que se presa ficará muito em cima dos seus vendedores nessa retomada de vendas, para que a vendas online não volte ao patamar de antes. Uma vez visto que é possível vender mais, porque voltar a ser como era antes?

Qual a velocidade da retomada das vendas?
A pergunta que vale 1 milhão de dólares é: “Como será a retomada das vendas de veículos seminovos e usados no Brasil”. Obviamente que ninguém sabe ao certo, mas tudo indica que a retomada já começou, mas será lenta! Muitas profissionais, do segmento estão apontando para meses de abril e maio ainda muito fracos, onde se espera cerca de 40% e 60% das vendas respectivamente para estes 2 meses. De junho para frente acredita-se que chegue a 65% das vendas e nos meses seguintes ir melhorando aos poucos. Também tem se falado que 2020 inteiro ainda será um ano muito desafiador, mesmo nos últimos meses do ano, chegando em novembro e dezembro com cerca de 80% a 90% das vendas normais. Neste cenário fica mais uma vez o alerta para que o momento é de apertar o cinto, eliminar gastos desnecessários, investir em inovação, em ferramentas e otimizar os seus processos. O próprio Altimus e tantas outras ferramentas podem ajudar muito nisso, e as revendas devem olhar com mais atenção para estas ferramentas, afinal agora é o momento de fazer mais com menos.

E como ficará o crédito bancário?
Após falarmos com autoridades de alguns bancos chegamos a um entendimento meio que único em relação ao momento presente e futuro. Os bancos estão mais cautelosos com novos empréstimos temendo uma inadimplência muito grande. Se por um lado os bancos precisam emprestar dinheiro aos consumidores por outro lado não devem e não irão fazer isso sem alguns critérios, pois isso pode trazer grandes problemas lá na frente. E se engana quem acha que isso pode afetar os próprios bancos, pois o consumidor se comprometer com algo ao qual não pode pagar gerará grandes problemas para ele também, alguém já viu essa história nos últimos anos? O que se deve esperar então é um pouco mais de restrição nas aprovações de ficha de clientes, na prática é isso o que vai acontecer, mas possivelmente apenas por alguns meses.

Após ler tudo isso, se você é dono ou trabalha em uma revenda de veículos pode estar pensando “estamos em maus lençóis!”, mas nem tudo são notícias ruins. Ao que tudo indica o Brasil será um dos países menos afetados pelo coronavírus, como citado anteriormente muitos estados já voltaram as suas operações quase a normalidade e isso deve acontecer em todo o país gradativamente, semana a semana. Além disso o governo, bancos e entidades estão se movimentando diariamente para que uma recessão não se instaure no país. De nossa parte mantemos uma expectativa otimista, mas cautelosa e esperamos que as revendas de veículos sigam no mesmo caminho, acreditando mais do que nunca no seu potencial e motivando a equipe para os dias desafiadores que ainda iremos passar.

Agradecemos pela leitura e nos vemos numa próxima postagem. Até lá!

o-1-altimus-day-foi-um-grande-sucesso

O 1º Altimus Day foi um grande sucesso!

O 1º Altimus Day foi um grande sucesso, nele foram reunidas quase 30 lojas de veículos, de várias cidades de SC. No último dia 12, durante todo o período da tarde foram apresentados vários temas extremamente importantes para lojas de veículos, e houve uma grande troca de experiências entre os presentes.

Altimus Day será um evento anual promovido pela Windi Soluções em Sistemas que é a empresa que desenvolve e comercializa o sistema Altimus, um sistema de gestão criado exclusivamente para facilitar o dia a dia das lojas de veículos. O evento contou com 4 momentos extremamente ricos.

Palestra 1 – Altimus, pequenos benefícios que farão toda a diferença para a sua loja no dia-a-dia:
Nesta primeira apresentação Caio Matias apresentou várias configurações que o sistema Altimustem, e que podem auxiliar muito o dia a dia dos gestores, vendedores, colaboradores do administrativo, etc. Estas configurações podem evitar, por exemplo, que os vendedores esqueçam de atualizar a KM de venda do veículo no momento da venda, ou realizar controles para que as notas fiscais do veículo não sejam emitidas fora de ordem.

Além de algumas configurações extremamente importantes, foram apresentados processos completos e que podem trazer números muito importantes para a tomada de decisão dos gestores. Entre elas, o gráfico que apresenta a origem dos clientes que compram no mês, ou seja, de onde eles vieram. Outra ferramenta bem interessante que foi apresentada também foi a nova tela de DRE que dará uma visão muita mais clara para os gestores de como avaliar a saúde financeira do seu negócio.

Palestra 2 – Gestão financeira eficiente para lojas de veículos:
No segundo momento foi realizada uma apresentação do consultor Silvio Terres, que mostrou a necessidade dos gestores de uma loja de veículos terem o controle financeiro absoluto do seu negócio. Através de excelentes exemplos práticos, e da experiência de mais de 10 anos como consultor financeiro, demonstrou o quanto é comum, gestores do segmento de veículos deixarem os controles financeiros para último plano, e os riscos que isso pode trazer.

Uma das possibilidades de análise do resultado da empresa é o DRE que mostrará de forma clara como foi o desempenho da empresa em determinado mês ou período.

Palestra 3 – Novas ferramentas do Altimus para sua empresa:
Na terceira parte do evento Caio Matias mostrou as novas ferramentas do sistema Altimus¸ que serão disponibilizadas nos próximos meses para todos os clientes. Elas irão trazer grandes benefícios e deixarão os usuários da ferramenta ainda mais a frente da concorreência pelos números e resultados que terão e que muitas outras lojas não têm.

A nova visualização dos indicadores será uma ferramenta de excelência para a tomada de decisão dos gestores. Não menos importante é a versão Mobile do Altimus que foi disponibilizada neste evento, onde os clientes já sairám de lá a utilizando.

Palestra 4 – Os 7 passos para ter uma equipe Devoradora de Metas:
No último momento da tarde o Coach Cristiano Freitas realizou um rápido Work Shop falando do que é uma meta, porque as metas não são atingidas, dentre muitas outras perguntas e situações que ocorrem quando falamos de metas. Além disso, demonstrou algumas técnicas que poderiam ser executadas logo após o encerramento do evento.

Os 7 passos para ter uma equipe Devoradora de Metas veio ao encontro dos gestores presentes que puderam usar as dicas tanto para suas vidas, quanto poderão utilizar para multiplicár-las com seus vendedores. 

O evento realmente fui um grande sucesso, e as avaliações foram muito positivas, tendo mais de 95% de aprovação. Em 2018 desejamos realizar um evento ainda maior e principalmente com mais qualidade. Até lá!

Esperamos que você tenha gostado desse material e fique a vontade para compartilhar com outros colegas de profissão. Nosso desejo é ver as lojas de veículos crescendo a cada dia, até a próxima, muito sucesso, muitas vendas e boa sorte!

Escrito por: Caio Matias – Diretor Comercial.

o-mercado-de-veiculos-esta-em-crise

O mercado de veículos está em crise?

Em algumas de nossas visitas às lojas de veículos, nos deparamos com gestores reclamando dos resultados de suas empresas. Muitos criticam o governo, problemas locais, altas taxas de juros, fichas ruins de clientes, e por aí vai. Sabemos que as dificuldades do dia a dia existem e não são poucas, principalmente num país como o Brasil. Mas sempre existe espaço para buscar melhores ações dentro do seu negócio e encarar tudo com otimismo.

Existem algumas perguntas, que os gestores deveriam fazer com certa frequência, como por exemplo: O que posso melhorar nos processos da minha empresa? Como evitar retrabalho e desperdício? Como se capacitar em momentos de crise? Como fidelizar os clientes? Como melhorar o treinamento da equipe de vendas? Estas e outras muitas perguntas podem fazer o gestor pensar e trazer boas mudanças para a sua empresa.

Foi pensando nisso que resolvemos ajudar na divulgação do vídeo criado pela ASSOVESC – Associação dos Revendedores de Veículos no Estado de Santa Catarina, como convite para o 6º Fenauto. O vídeo mostra dois empresários com posturas totalmente diferentes e por mais cômico que o vídeo possa parecer, ele retrata de certa forma algumas atitudes mentais que alguns gestores têm mesmo que inconscientemente. 

Para assistir o vídeo clique “>aqui

Esperamos que você tenha gostado desse material e fique a vontade para compartilhar com outros colegas de profissão. Nosso desejo é ver as lojas de veículos crescendo a cada dia. Até a próxima, muito sucesso, muitas vendas e boa sorte!

Escrito por: Caio Matias – Diretor Comercial.

icms-sobre-a-venda-de-veiculos-usados-ficara-mais-caro-em-sp

ICMS sobre a venda de veículos usados ficará mais caro em SP

No dia 01 Novembro de 2016 foi criado o decreto nº 62.246 que impacta diretamente na venda de veículos usados no estado de SP. Muitos acreditavam que a medida seria revogada, mas até agora não houve nenhum recuo com relação a medida. A partir de 01/02/2017 o imposto sobre os veículos usados ficará mais caro, abaixo seguem algumas informações a respeito.

O governo do Estado de São Paulo elevou a base de cálculo do ICMS incidente sobre a venda de veículos usados. Com a medida a base de cálculo do ICMS que antes tinha redução de 95% passará a ter redução de apenas 90% sobre o valor total do veículo. Após calcular-se a base de cálculo aplica-se o percentual de 18%, em resumo o valor pago pelo ICMS das lojas paulistas irá dobrar de valor!

Os clientes do Altimus de SP não precisarão se preocupar com as alterações pois caso o decreto não for revogado o sistema será automaticamente alterado no dia 01/02/2017 para atender a legislação vigente.

Esperamos que você tenha gostado desse material e fique a vontade para compartilhar com outros colegas de profissão. Nosso desejo é ver as lojas de veículos cada vez mais organizadas e com um melhor desempenho. Até a próxima.


emissor-gratuito-de-nf-e-da-sefaz-sera-descontinuado-em-breve

Emissor gratuito de NF-e da SEFAZ será descontinuado em breve

A emissão de Notas Fiscais Eletrônicas já é uma obrigação em quase todos os ramos de atividades no Brasil. Quando a lei começou a ser implantada a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (SEFAZ), disponibilizou um sistema de emissão gratuito que pudesse atender a qualquer segmento. O sistema era um pouco complicado, mas atendia a milhares e milhares de empresas. Recentemente a SEFAZ informou que irá descontinuar os emissores gratuitos da Nota Fiscal Eletrônica e Conhecimento de Transporte Eletrônico em 1º de Janeiro de 2017. Abaixo seguem trechos da notícia publicada diretamente no site da SEFAZ de SP.

“A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo informa que a partir de janeiro de 2017 os aplicativos gratuitos para emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) serão descontinuados.”

“Com a gradual adesão das empresas aos sistemas de documentos eletrônicos, o Fisco Paulista verificou que a maioria dos contribuintes deixou de utilizar o emissor gratuito e optou por soluções próprias, incorporadas ou personalizadas a seus sistemas internos.  No mercado há muitas opções de emissores, alguns deles com uma versão básica gratuita.”

“Os contribuintes que tentarem realizar o download dos emissores de NF-e e CT-e receberão a informação sobre a descontinuidade do uso dos aplicativos gratuitos. A partir de 1º de janeiro de 2017 não será mais possível fazer o download dos emissores.”

Essa decisão de certa forma já era esperada, e uma empresa que busca um sistema específico para lhe atender com certeza terá vários benefícios!

Altimus é um sistema exclusivo para revendas de veículos, e já está totalmente preparado para atender aos processos fiscais: emissão das NF-e, cancelamento, inutilização, carta de correção, etc.

Além disso, o sistema trará vários benefícios aos lojistas como:

  • Emissão das notas fiscais de forma simplificada demorando menos de 1 minuto.
  • Emissão de qualquer computador.
  • Cálculo dos impostos de forma automatizada evitando erros.
  • Impressão da DANFE.
  • Envio por e-mail das notas para cliente e contador.
  • E muito mais.

Esperamos que tenham gostado das informações, e se gostou compartilhe com os seus amigos de outras revendas.

comprador-de-carro-troca-o-zero-pelo-seminovo

Comprador de carro troca o zero pelo seminovo

Os números revelam: o consumidor brasileiro está trocando o zero pelo seminovo. Num cenário em que a queda de venda de carros novos passa de 20% (20,04% até julho) o mercado de carros seminovos permanece vigoroso, registrado um expressivo crescimento de 39,2% no mesmo período.

O seminovo já viveu o seu período crítico de depreciação, o que acontece exatamente até três anos. Assim, o dono do carro não vai perder muito na hora da revenda, o que aconteceria se comprasse um carro zero: dados do estudo de Depreciação da Agência Autoinforme indicam que o carro pede, na média, 15% do seu preço no primeiro ano de uso e 10% no segundo. A partir daí a depreciação é mais leve e regular.

Esse comportamento revela também que a crise é de confiança e não de falta de dinheiro, caso contrário, o segmento de seminovo também estaria paralisado. O que falta é confiança para investir o dinheiro num momento de dúvidas. O fracasso do Festival do Consorciado Contemplado é prova disso: mesmo estimulados pelo programa, organizado pela Anfavea, os 200 mil donos de cotas contempladas não realizaram o seu direito de compra. Quando a proposta foi lançada, em abril, o mercado vendia 10.578 carros por dia; hoje vende 9.540. Provavelmente estão usando o crédito para comprar um seminovo.

Nos sete primeiro meses do ano foram vendidos 7.649.908 veículos usados, conforme dados da Fenauto, a associação dos revendedores de carros usados, volume 4,7% maior do que no mesmo período de 2014 (7.305.864). Mas o grande crescimento foi do segmento de seminovos, que vendeu 2,210 milhões de unidades, contra 1,588 milhão no mesmo período do ano passado.

Os carros mais velhos também tiveram um comportamento melhor do que os novos, mas todos perderam em relação ao ano passado. Carros com quatro a oito anos de uso vendem 3,5% a menos; com nove a 12 anos, queda de 4,1% e os velhinhos, com 13 anos ou mais, tiveram uma queda de 7,4% nas vendas até julho.

Observe que, mesmo assim, todos os segmentos tiveram, desempenho bem melhor (ou menos pior) do que o mercado de novos, que caiu 20,4%.

Para Caio Matias, diretor comercial da Windi Soluções em Sistemas, empresa que desenvolve o sistema Altimus, além dos motivos citados acima um outro grande motivo para o agravamento da crise é a política de preços rígida das fabricantes. “Não se houve falar nem de longe em redução de preço dos veículos novos, muito pelo contrário em vários casos os veículos novos aumentaram de preço em 2015. Isso faz com que o comprador, que está cada vez mais atento ao mercado gaste menos e pegue um veículo semi-novo ou usado de boa qualidade”, finaliza.

expofenauto-uma-excelente-oportunidade-para-o-mercado-de-semi-novos

ExpoFenauto, uma excelente oportunidade para o mercado de semi-novos

O ano de 2015 já se mostrou como sendo um daqueles anos de deixar os comerciantes de veículos de cabelo em pé. Com a retração da economia do país em quase todos os setores, o segmento de veículos não tinha como não ser atingido.

O mercado de semi-novos vêm sofrendo, mas nada se compara ao mercado de veículos novos. Só no primeiro semestre a queda foi de 20,6% segundo os dados da Fenabrave, em relação ao primeiro semestre de 2014.

Num momento de crise como este é hora de todas as associações buscarem soluções em conjunto. Uma boa oportunidade para estar por dentro das perspectivas do mercado, e contrubuir para possíveis mudanças, será a 4ª ExpoFenauto que será realizada entre os dias 31/08 e 02/09 em São Paulo. Segundo a própria Fenanto “colado” ao evento destinado ao mercado de semi-novos heverá um grande evento reunindo todas as grandes entidades de classes e associações do país tais como Anfavea, Fenabrave entre outras.

“A ExpoFenauto é uma excelente oportunidade para os proprietários do mercado de semi-novos estarem presentes. O intercâmbia com outros empresários para discutir melhores práticas para o segmento e estar a par do que está acontecendo em outras regiões realmente é algo muito importante em um mercado tão competitivo. Estamos convidando todos os nossos clientes à participarem deste evento.” comenta Caio Matias diretor comercial da Windi Soluções.

A Windi Soluções em sistemas empresa que produz o sistema Altimus estará presente no evento. Os interessados em maiores informações sobre a feira podem acessar o site.

revendas-terao-que-informar-valores-dos-tributos-aos-clientes

Revendas terão que informar valores dos tributos aos clientes

No dia 25 de Março de 2015 foi sancionada uma nova lei que está mexendo com o mercado de veículos. Segundo a lei nº 13.111, as empresas que comercializam veículos novos e semi-novos terão a obrigação de divulgar mais informações aos seus clientes sobre o veículo que está sendo vendido no momento do fechamento do negócio. Entre o que deve ser apresentado estão informações relacionadas à impostos e tributos, multas, furtos, alienação fiduciária, etc.

Após o sancionamento da lei, os empresários do segmento terão apenas 60 dias para se adequarem as exigências. “Os clientes que utilizam o Altimus sofrerão pouquíssimo impacto, tendo em vista que a empresa já havia se preparado para atender a nova legislação da melhor maneira possível”, afirma Caio Matias, diretor comercial da Altimus. Veja mais sobre a nova lei.