Como está a comunicação dentro da sua revenda de veículos?

Problemas de comunicação dentro das empresas são muito mais comuns do que se imagina. Nas revendas de veículos, não é diferente. Esses problemas atrapalham muito o atendimento aos clientes, os processos e o relacionamento entre os colegas.

Por conta disso, produzimos esse texto que reúne conceitos de dezenas de sites, palestrantes e livros, visando auxiliar não só os gestores, mas também todos os colaboradores de uma revenda de veículos.

Esse texto irá ajudar tanto as revendas de veículos quanto empresas de outros segmentos. Desejamos a você uma boa leitura. 😉

O início e a evolução da comunicação

A comunicação entre os seres humanos é muito mais antiga do que muitas pessoas imaginam. Desde a pré-história o homem já se comunicava, de uma forma muito precária, mas já era considerada comunicação. Nessa época a comunicação era através de gestos e sons emitidos pelos primatas.

Com o passar do tempo e a evolução, a escrita e os alfabetos foram criados, permitindo uma maior riqueza de detalhes e também uma forma organizada de se registrar a comunicação e os ensinamentos.

Daí para frente a forma de se comunicar continuou evoluindo e nos últimos 300 anos tivemos dezenas de invenções. Entre as principais, podemos destacar o telégrafo, a televisão, a internet os telefones celulares, etc. Tudo isso para permitir que nós pudéssemos nos comunicar de forma mais eficiente e rápida.

Mas a pergunta que não quer calar é: Sabemos aproveitar tudo isso? Nos comunicamos da forma correta?

Elementos da Comunicação

Embora existam várias formas de se categorizar a comunicação, vamos nos ater a falar um pouco no que chamamos de comunicação interpessoal, ou seja a comunicação entre duas ou mais pessoas.

Essa comunicação é a mais usada no dia a dia e uma das mais importantes, mesmo que muitas pessoas não tenham a menor noção disso. Até porque esse assunto não é ensinado nas escolas, e quando o é, é de forma muito superficial.

E quais são os elementos que formam a comunicação?

1 – Contexto

Contexto é o conjunto de informações que precedem o discurso, contribuindo para a melhor compreensão. Imagine que você queira chamar os vendedores para informar que as vendas de veículos não foram boas na semana anterior. Antes de chamar e começar a despejar as informações, é muito importante uma introdução ao assunto para que todos estejam alinhados. Exemplo: “Pessoal, não é comum acontecer isso aqui na empresa, mas realmente as vendas na semana passada foram muito ruins. Por isso, estamos fazendo essa reunião, para entendermos o que aconteceu e como podemos melhorar.” Com uma abertura dessas, todos ficarão alinhados ao que virá a seguir.

2 – Emissor

O emissor é quem distribui a comunicação e é muito importante que essa pessoa saiba muito bem o que quer repassar. Pois um tema até pode ser fácil de comunicar, mas caso o emissor não se prepare pode trazer alguns problemas.

3 – Mensagem

Você já se pegou no meio de uma conversa pensando “Meu Deus, o que afinal de contas essa pessoa quer dizer com tudo isso?”. Se já aconteceu com você, provavelmente o emissor não organizou as ideias de uma forma que pudesse ser repassada com facilidade, dessa forma a mensagem se tornou uma grande bagunça sem começo, meio e fim.

4 – Receptor

O receptor será a pessoa, ou pessoas, que receberão a mensagem. Para que a mensagem seja perfeitamente compreendida, o receptor deve estar atento à comunicação. Você já conversou com alguém que nitidamente não estava prestando atenção? Dessa forma, a falha na transmissão da mensagem passa a ser “culpa” do receptor, que possivelmente estava distraído e não concentrado.

5 – Canal

É o meio por onde a mensagem é transmitida e isso é muito importante, pois uma comunicação de texto é totalmente diferente de uma comunicação verbal.

6 – Código

É forma de transmitir a informação. Nesse texto, o código é a escrita na língua portuguesa, mas no caso de pessoas com problemas de audição, o código passa a ser a língua de sinais.

Comunicação escrita

Agora que já falamos dos elementos que compõem uma comunicação, vamos falar um pouco e dar algumas dicas sobre comunicação escrita.

A comunicação escrita traz algumas vantagens como a possibilidade de manter registros, o que facilita pesquisas futuras. Também é uma forma mais clara de listar uma ideia complexa em tópicos para buscar aprovação de demais pessoas.

Mas a comunicação escrita também apresenta algumas desvantagens. Uma mensagem escrita pode se tornar muito complexa e longa, dificultando a compreensão e o contexto, se mal escrita. Em resumo, para assuntos mais complexos sugerimos usar comunicação verbal.

Dicas para uma boa comunicação escrita:

  • Pense antes de escrever;
  • Não escreva mensagens muito grandes nem muito pequenas;
  • Seja o mais formal possível na sua escrita (iniciais sempre em maiúsculo, sempre use acentuação correta);
  • Escreva de forma simples (menos é mais);
  • Evite usar termos técnicos ou palavras muito complexas;
  • Evite usar gírias ou termos muito populares.

Comunicação verbal

A comunicação verbal também traz algumas vantagens e desvantagens. Entre as vantagens podemos citar o uso do “tom de voz”, que faz toda a diferença na comunicação e facilita algumas explicações. Em relação às desvantagens, podemos mencionar a falta de registro, a não ser que seja providenciada alguma gravação. Existem também pessoas que possuem grandes dificuldades em explicar algum assunto, o que acaba prejudicando a comunicação.

Dicas para uma boa comunicação verbal:

  • Pense antes de falar;
  • Tenha em mente exatamente o que quer comunicar;
  • Não use termos complexos;
  • Chame as pessoas pelo nome algumas vezes durante a conversa;
  • Saiba ouvir durante a conversa. Saiba ouvir até o fim do que o outro tem para falar!

Essas foram algumas explicações e dicas acerca do assunto comunicação e esperamos que você possa aproveitar no seu dia a dia, seja na revenda de veículos ou em outro segmento.

Artigos que você pode gostar:

Além disso, tempos atrás fizemos um live muito interessante com a Lena Souza campeã mundial de Oratória pela JCI internacional.