Como será a retomada das vendas de veículos após o COVID-19?

Após o início do isolamento instaurado no Brasil, por volta do dia 15 de Março, 30 dias já se passaram, e na maioria dos estados brasileiros as revendas de veículos já estão abertas. O coronavírus certamente trouxe desafios nunca antes vivenciados pelos gestores, mas o que esperar dessa retomada? Será lenta ou rápida? Durante esses 30 dias a Altimus conversou com dezenas de gestores de revendas de veículos, além de vários profissionais e autoridades de áreas relacionadas ao segmento, e nesta postagem iremos compilar um pouco do que estamos ouvindo.

Caso você queria ler também a postagem que fizemos 30 dias atrás, quando todo esse episódio começava, você pode conferir em 5 dicas para minimizar o impacto do coronavírus na sua revenda de veículos

Como será o futuro das vendas online?
O que vimos nos vários contatos que fizemos é que a grande maioria das revendas, para não dizer todas, fizeram uma movimentação muito grande no sentido de colocar os vendedores para trabalhar 100% online. Vimos muitas lojas dobrarem ou até triplicarem as suas vendas online, uma vez que não era mais possível atender os clientes presencialmente. O que fica de aprendizado nesse sentido é que sim, dá para vender mais pela internet! Os números de alguns sites de classificados de veículos, inclusive apontam para um maior tráfego pela internet durante a quarentena. Vimos muitos vendedores que tinham certa aversão por termos como leads, prospecção, se obrigarem a entrar nesse meio digital, e é claro que aqueles que não quiserem fazer isso certamente ficarão para trás. É certo que NÃO teremos mais um mercado como antes, não existe mais “quando tudo voltar ao normal”, nada mais voltará a ser como era antes uma vez que as pessoas se abraçaram no online. Vemos inclusive empresas de outros segmento adotando o home office como uma realidade, e instituições gigantes como bancos fazendo reuniões pela internet que antes nem era cogitada tal possibilidade.
Todo gestor que se presa ficará muito em cima dos seus vendedores nessa retomada de vendas, para que a vendas online não volte ao patamar de antes. Uma vez visto que é possível vender mais, porque voltar a ser como era antes?

Qual a velocidade da retomada das vendas?
A pergunta que vale 1 milhão de dólares é: “Como será a retomada das vendas de veículos seminovos e usados no Brasil”. Obviamente que ninguém sabe ao certo, mas tudo indica que a retomada já começou, mas será lenta! Muitas profissionais, do segmento estão apontando para meses de abril e maio ainda muito fracos, onde se espera cerca de 40% e 60% das vendas respectivamente para estes 2 meses. De junho para frente acredita-se que chegue a 65% das vendas e nos meses seguintes ir melhorando aos poucos. Também tem se falado que 2020 inteiro ainda será um ano muito desafiador, mesmo nos últimos meses do ano, chegando em novembro e dezembro com cerca de 80% a 90% das vendas normais. Neste cenário fica mais uma vez o alerta para que o momento é de apertar o cinto, eliminar gastos desnecessários, investir em inovação, em ferramentas e otimizar os seus processos. O próprio Altimus e tantas outras ferramentas podem ajudar muito nisso, e as revendas devem olhar com mais atenção para estas ferramentas, afinal agora é o momento de fazer mais com menos.

E como ficará o crédito bancário?
Após falarmos com autoridades de alguns bancos chegamos a um entendimento meio que único em relação ao momento presente e futuro. Os bancos estão mais cautelosos com novos empréstimos temendo uma inadimplência muito grande. Se por um lado os bancos precisam emprestar dinheiro aos consumidores por outro lado não devem e não irão fazer isso sem alguns critérios, pois isso pode trazer grandes problemas lá na frente. E se engana quem acha que isso pode afetar os próprios bancos, pois o consumidor se comprometer com algo ao qual não pode pagar gerará grandes problemas para ele também, alguém já viu essa história nos últimos anos? O que se deve esperar então é um pouco mais de restrição nas aprovações de ficha de clientes, na prática é isso o que vai acontecer, mas possivelmente apenas por alguns meses.

Após ler tudo isso, se você é dono ou trabalha em uma revenda de veículos pode estar pensando “estamos em maus lençóis!”, mas nem tudo são notícias ruins. Ao que tudo indica o Brasil será um dos países menos afetados pelo coronavírus, como citado anteriormente muitos estados já voltaram as suas operações quase a normalidade e isso deve acontecer em todo o país gradativamente, semana a semana. Além disso o governo, bancos e entidades estão se movimentando diariamente para que uma recessão não se instaure no país. De nossa parte mantemos uma expectativa otimista, mas cautelosa e esperamos que as revendas de veículos sigam no mesmo caminho, acreditando mais do que nunca no seu potencial e motivando a equipe para os dias desafiadores que ainda iremos passar.

Agradecemos pela leitura e nos vemos numa próxima postagem. Até lá!