Como utilizar o Marketing Automotivo para atrair mais clientes para o seu negócio

A segmentação proposta pela tecnologia da informação pode ser aplicada de forma segura quando se trata de Marketing Automotivo e todos os elementos que envolvem esse modelo de comercialização. 

Quando uma pessoa está disposta a adquirir um novo veículo, as pesquisas em sites especializados e a busca incessante em fóruns de debate se arrastam por algum tempo, até a decisão final.

Por isso as empresas que estão relacionadas ao mercado automotivo precisam investir em publicidade nas mais diferentes formas, atendendo a:

  • Concessionárias de veículos;
  • Fabricantes e montadoras;
  • Lojas de automóveis;
  • Público consumidor.

O interesse em comprar e vender veículos tanto zero quilômetros quanto os seminovos, possui um público abrangente. 

Vale lembrar que ainda há um mercado que atende colecionadores, entusiastas de modelos transformados, clubes de veículos específicos, produtos direcionados para cuidados de rotina, e também venda de peças, sendo que cada nicho pode adequar sua comunicação para atingir esses perfis de clientes. 

Ou seja, há um grande mercado a ser explorado pelo marketing automotivo que pode utilizar desde as mídias tradicionais até os meios de comunicação digitais, propostos pela internet e apoiados por anúncios nesse meio.

Campanha cruzada gera divulgação ampla

Para conquistar um cliente que está em busca do primeiro automóvel, ou então quer trocar o veículo que está na garagem por um mais novo, é necessário que várias ações sejam tomadas para alcançar o público-alvo pretendido.

Para isso, as fabricantes e concessionárias podem trabalhar em conjunto, com uma campanha de Marketing cruzada que estimula a compra de veículos zero quilômetro – demonstrando as diversas vantagens deste modelo de aquisição.

Ao mesmo tempo, as mesmas concessionárias e lojas de veículos precisam atender as pessoas que estão interessadas nos carros usados e semi-novos. 

Dessa forma, a campanha de marketing pode ser direcionada a públicos distintos, utilizando as mídias tradicionais como rádio, TV, revistas e jornais, por um lado, e as mídias digitais do outro, atendendo diferentes gerações e perfis.

As ações publicitárias devem ser direcionadas ao consumidor que demonstra interesse, muitas vezes por meio das redes sociais ou dos sites institucionais, permitindo uma interação entre empresa e cliente. 

A vantagem, nesses casos, além do aumento do fluxo por conta da parceria, é que os custos são reduzidos no meio online, e pode-se acompanhar toda a jornada do público até a compra.

Estratégia reúne etapas em funil de vendas

Quando a campanha de marketing é concentrada na internet, é preciso entender que é possível encontrar dois tipos de negociação: B2C (Business to Consumer) e B2B (Business to Business).

No primeiro tipo, as concessionárias reforçam o marketing automotivo pois se trata de um negócio direto ao consumidor. 

No segundo, a negociação ocorre entre duas empresas distintas, como a fábrica e a concessionária.

Para atrair os leads em uma campanha publicitária digital, as empresas devem empregar as estratégias de Inbound Marketing, em que é possível fazer a atração, conversão, finalização e encantamento, visto que os públicos se misturam em etapas distintas.

Ainda assim, é preciso adotar ações relacionadas ao marketing automotivo, em que a propaganda online faz a captação de leads por meio de ações da internet que servem como iscas para a formalização de cadastro de acordo com o objetivo da marca e o perfil dos usuários que se deseja alcançar – bem como a ação esperada.

A publicidade online também pode levar a marketplaces, que atuam como negociantes e permitem a compra e venda de veículos, mesmo em casos de concessionárias. 

Portanto, é preciso compreender que há muitos caminhos que podem ser trilhados quando se trata de marketing automotivo, e todos eles estão acessíveis tanto para vendedores quanto para compradores.

Deste modo, pode-se criar campanhas utilizando palavras-chave, ou mesmo criar anúncios/banners, que aparecem para as concessionárias, ou cliente final, conforme o caminho que faz na internet e os sites que acessa, por exemplo.

Assuntos variados atraem apaixonados por motor

Os sites que trabalham com Marketing de Conteúdo podem trabalhar como parceiros comerciais de empresas como montadoras e fábricas de veículos, assim como com concessionárias e lojas que compram e vendem carros, motos, caminhonetes e caminhões.

Para atrair os consumidores, são desenvolvidos diversos materiais que podem ser acessados durante uma pesquisa sobre determinado carro ou moto.. 

Dessa forma, é preciso investir em marketing de conteúdo que possa ser trabalhado com a prática de SEO (Search Engine Optimization) em páginas de pesquisa, como sites de busca tradicionais, ou mais modernos, como as redes sociais dedicadas a fotos ou interações pessoais.

Segmentação por redes sociais atinge público certo

As plataformas sociais, aliás, podem ser utilizadas para o marketing automotivo orgânico e pago.

Nestes casos, é possível aplicar a mídia paga de forma ainda mais direcionada e efetiva. Assim, o destaque em posts patrocinados é frequente e pode atrair mais leads para landing pages, perfil da loja ou seu website.

Dentro da rede social em que poucas palavras devem resumir uma ideia principal, o investimento em Twitter Ads, por exemplo, permite que os públicos segmentados tenham uma experiência personalizada, assim como ocorre no Instagram, que pode receber vídeos em stories e no feed, por exemplo. 

De todas as formas, as empresas devem investir em marketing automotivo e lembrar que é importante estar presente na rotina do usuário, bem como atuar ativamente no pós-venda, de modo a fidelizar esse público de modo que retornem ao estabelecimento ao precisar trocar de veículo.