Você sabe qual o lucro exato que cada veículo vendido gera para a sua loja?

Você sabe qual o lucro exato que cada veículo vendido gera para a sua loja?

A venda de um veículo parece ser algo fácil para quem não conhece a fundo uma loja de veículos. Muitos acreditam que basta comprar o veículo por um valor, vender por outro e a diferença é o lucro certo? Errado! Existem muitas variáveis que influenciam no lucro de um veículo, e é importante que o gestor sempre esteja atento. Abaixo relacionamos os principais itens que podem fazer variar e muito o lucro de um veículo.

1) Custos de Entrada do Veículo e Manutenção:
Algumas lojas de veículos não se preocuparem tanto com o custo exato dos seus veículos. Já encontramos lojas que não apontavam os custos quando se tratavam de valores pequenos, o que fosse menor que R$ 50,00 não era registrado. Já vimos outras lojas que não apontam os custos do veículo, elas lançavam um custo padrão de R$ 1.000,00, por exemplo, e nada mais
Não queremos fazer juízo do que está certo ou errado, mas sim apresentar os problemas que estes tipos de controles podem trazer. 

O primeiro controle vai fazer com que ao final de um ano, por exemplo, o total gasto com os custos (que não foram apontados) realmente seja enorme. Imagine que você deixa e apontar em média R$ 100,00 de custo para cada veiculo e tenha vendido 300 veículos no ano. No final deste ano o total dos custos não registrados totalização R$ 30.000,00! 
O segundo tipo de controle pode mascarar e muito a qualidade dos veículos comprados. Se for apontado um custo fixo de R$ 1.000,00, por exemplo, os veículos que foram gastos R$ 200,00 e os que foram gastos 3.000,00 estarão com o mesmo custo apontado. Isso fará com que não seja possível identificar porque alguns veículos dão tantas despesas enquanto outros não. 
Registre todos os custos dos seus veículos com exatidão, isso irá contribuir para você saber o lucro exato de cada negociação.

2) Comissões geradas a partir da venda do veículo:
A venda de um veículo pode gerar várias comissões, tanto a receber quanto a pagar. A comissão mais comum é paga ao vendedor que realizou a venda, isso deve ser registrado dentro do veículo para que seja deduzido do seu lucro. Além da comissão do vendedor a loja pode receber algumas comissões, que também devem ser apontadas. Um exemplo disso é caso o veículo seja consignado, neste caso a loja ganha uma comissão do verdadeiro proprietário do veículo. 
Registre todas as comissões originadas a partir da sua negociação, isso influenciará e muito no cálculo final do lucro.

3) Impostos gerados na venda:
Este item também é esquecido por algumas lojas de veículos, algumas chegam a fechar o lucro dos veículos antes mesmo de tirar as notas fiscais referentes à venda. A grande maioria das lojas de veículos está enquadrada como lucro presumido e este enquadramento exige o pagamento dos seguintes impostos: PIS, COFINS, IRPJ, CSLL e ICMS. Todos estes impostas devem ser registrados dentro do veículo antes do fechamento final do lucro.
Aponte os impostos corretamente assim como os itens anteriores, e você saberá qual é o lucro exato do seu veículo.

Existem outras formas de calcular o custo e lucro dos veículos vendidos como, por exemplo, lançar dentro deles um valor do “custo fixo da empresa”, ou ainda um valor para o “custo de pátio”. O gestor deve escolher como fará para calcular o custo dos seus veículos. Se utilizará as opções mencionadas aqui ou não, é uma decisão muito pessoal. Mas independente da decisão o gestor deve se manter fiel ao que foi definido e buscar registar 100% das informações.

Esperamos que você tenha gostado desse material e fique a vontade para compartilhar com outros colegas de profissão. Nosso desejo é ver as lojas de veículos cada vez mais organizadas e com um melhor desempenho. Até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *